OPINIÃO E INFORMAÇÃO Facebook Twitter
Maceió/Al, 13 de julho de 2024

Colunistas

Valderi Melo Valderi Melo
É jornalista profissional formado pela Universidade Federal de Alagoas (Ufal) desde 1994. Há mais de 20 anos escreve sobre a política alagoana.
11/12/2018 às 13:01

Renan alerta para risco de conflito entre presidente e vice eleitos

Renan cita casos envolvendo ex-presidentes e seus vices no alerta que fez em suas redes sociais Renan cita casos envolvendo ex-presidentes e seus vices no alerta que fez em suas redes sociais

Ainda em tratamento de uma pneumonia no Hospital Sírio Libanês, em São Paulo, o senador Renan Calheiros (MDB) postou hoje (11) em suas redes sociais uma reflexão em que alerta para o risco de conflito entre o presidente eleito, Jair Bolsonaro, e seu vice, general Hamilton Mourão.

Renan avalia que declarações de Mourão sobre o caso financeiro envolvendo o filho do presidente eleito, Flávio Bolsonaro, e seu motorista, é mais um sintoma da situação delicada. E faz comparação com episódios do passado em que diversos presidentes entraram em choque com seus vices.

Confira a íntegra do texto postado pelo senador alagoano nas redes sociais:

"Continuo no hospital. Daqui, uma reflexão, como me comprometi, sobre qual a maior pedra no caminho do Brasil e para acabar com as intrigas de sempre.

"Preocupa-me declaração do vice-presidente eleito diplomado sobre episódio que envolveu o filho do presidente eleito diplomado que, como todos sabem, não pode ser investigado pelo Conselho de Ética do Senado por tratar-se de fato anterior ao mandato (falo do Conselho de Ética que jamais entregaremos à bancada do PT).

"Talvez estejamos - sou otimista, espero que não - diante do mesmo lugar-comum, da mesmíssima circunstância, do conflito presidente da República x Vice (foi assim com Deodoro x Floriano, Getúlio x Café Filho, Jânio x Jango, Costa e Silva x Pedro Aleixo, Collor x Itamar e Dilma x Michel). 

"O conflito pode até não vir - rezo para que não venha -, mas parece que as condições estão postas e dispostas. No mínimo, precisaremos conversar mais com todos, inclusive com os militares e suas variadas correntes".

Comentários

Siga o AL1 nas redes sociais Facebook Twitter

(82) 996302401 (Redação) - Comercial: [email protected]

© 2024 Portal AL1 - Todos os direitos reservados.