OPINIÃO E INFORMAÇÃO Facebook Twitter
Maceió/Al, 17 de janeiro de 2021

Colunistas

Valderi Melo Valderi Melo
É jornalista profissional formado pela Universidade Federal de Alagoas (Ufal) desde 1994. Há mais de 24 anos escreve sobre a política alagoana.
08/01/2021 às 18:14

Desembargador Otávio Praxedes assume presidência do TRE/AL

Desembargador Otávio Praxedes vai comandar o processo eleitoral de 2022 em Alagoas Desembargador Otávio Praxedes vai comandar o processo eleitoral de 2022 em Alagoas

O desembargador Otávio Praxedes tomou posse nesta sexta-feira, 8, na presidência do Tribunal Regional Eleitoral de Alagoas (TRE/AL). Junto com ele, também foi empossado o desembargador Washington Luiz como vice-presidente e corregedor do TRE. Otávio Praxedes que presidiu o Tribunal de Justiça de Alagoas no biênio 2017/2018 será o coordenador do processo eleitoral de 2022. O desembargador chegou ao TRE em abril de 2019 na condição de vice-presidente e corregedor do órgão eleitoral.

“A expectativa é contribuir de forma ativa e proativa com a democracia. Trabalhar para que o pleito de 2022 ocorra com segurança, organização, tranquilidade e que seja assegurada a liberdade de voto ao cidadão, finalidades principais da Justiça Eleitoral. Manter a crescente busca pela excelência das atividades desenvolvidas, visando o cumprimento das metas estabelecidas pelo Conselho Nacional de Justiça”, disse o desembargador Otávio Praxedes.

Em sua gestão, Praxedes considera muito importante, ainda, o treinamento e a capacitação de servidores da Justiça Eleitoral para que possam, da melhor maneira, enfrentar os encargos e utilizar as novas ferramentas que se apresentam a cada novo pleito. Entre os desafios que o novo presidente do TRE/AL espera enfrentar, Otávio Praxedes destaca a continuidade da atual pandemia – que impôs uma série de restrições em todos os setores – associada à necessidade de se organizar uma eleição que transcorre no âmbito estadual.

“Além disso, mostra-se importante a intensificação, com adoção de ações de esclarecimento, do combate as notícias falsas, como forma de evitar os discursos de violência e garantir o pleno exercício da democracia, reforçando, ainda, a confiabilidade do sistema eletrônico de votação”, complementou o magistrado, que comandará a Justiça Eleitoral no biênio 2021/2023.


Comentários

Siga o AL1 nas redes sociais Facebook Twitter

(82) 996302401 (Redação) - Comercial: [email protected]

© 2021 Portal AL1 - Todos os direitos reservados.