OPINIÃO E INFORMAÇÃO Facebook Twitter
Maceió/Al, 08 de dezembro de 2021

Colunistas

Valderi Melo Valderi Melo
É jornalista profissional formado pela Universidade Federal de Alagoas (Ufal) desde 1994. Há mais de 20 anos escreve sobre a política alagoana.
18/11/2021 às 18:00

Marx quer demissão do ministro Paulo Guedes

Marx cobra maior austeridade do presidente para conter a inflação e o aumento abusivo no preço do gás Marx cobra maior austeridade do presidente para conter a inflação e o aumento abusivo no preço do gás

Em discurso na tribuna da Câmara Federal, o deputado Marx Beltrão (PSD) cobrou do presidente Jair Bolsonaro a demissão imediata do ministro da Economia, Paulo Guedes. Um dos motivos do pedido feito pelo deputado alagoano é a constante alta no preço dos combustíveis e principalmente do gás de cozinha. Marx lembrou no discurso que em 2020, Paulo Guedes havia garantido que o valor do botijão do gás de cozinha, na época por R$ 60,00 seria reduzido pela metade.

Apesar de afirmar que votou em Bolsonaro na eleição de 2018, Marx cobra uma ação mais enérgica para conter os constantes aumentos. "A política econômica da gestão precisa ser revista. O povo não agüenta mais a elevação dos preços da cesta básica, dos produtos do dia a dia, das tarifas de energia e de água. O ministro Paulo Guedes está errando muito na condução da política econômica, há tempos, e o Palácio do Planalto precisa agir rápido. Ninguém agüenta mais a carestia, famílias estão empobrecendo, a indústria, o comércio e os serviços sofrem. Acredito que já passou da hora do ministro Paulo Guedes deixar o governo, e o Ministério da Economia ser ocupado por alguém que possa reverter este cenário. Gasolina a R$ 7 e gás a R$ 100 é um completo absurdo”, disse Marx Beltrão.

"Em abril de 2019, o ministrou falou no Rio de Janeiro que o preço do gás estaria pela metade do que custava na epoca, que era 60 reais, ou seja, hoje estaria em 30 reais e não nos 120 reais que custa atual,ente", afirmou o parlamentar. Marx criticou os constantes aumentos nos preços dos combustíveis. "A Petrobras aumentou 12 vezes o combustível e com isso a inflação so cresce chegando a marca de dois digitos. Quero dizer de forma clara que votei nele e pretendo continuar votando, mas é preciso corrigir a política econômica, o Brasil e o brasileiro nao aguentam mais pagar tão caro pelos produtos com essa inflação tão absurda. Votei no presidente para que ele tivesse coragem de mudar o Brasil e não entregar a politica economica a Paulo Guedes. Eu não votei em Paulo guedes para ser presidente da República, espero que o presidente tenha a coragem de demitir o ministro Paulo Guedes", acrescentou.

"Digo ao presidente da República; demita o ministro Paulo Guedes antes que o povo brasileiro demita vossa excelência e todos os ministros juntos", concluiu.


Comentários

Siga o AL1 nas redes sociais Facebook Twitter

(82) 996302401 (Redação) - Comercial: [email protected]

© 2021 Portal AL1 - Todos os direitos reservados.